Os primeiros meses do bebê, são maravilhosos e ao mesmo tempo desafiadores, porém quando sabemos como nos preparar, e oque fazer, esse período pode ser bem mais lindo!

Nos primeiros meses de vida, os cuidadores e o bebê passam por um período de adaptação mútuo, que envolve inúmeros fatores externos e também internos, imagine que até então o bebê recebia tudo oque precisava para sua sobrevivência e desenvolvimento, sem nenhum esforço. Por sua vez aqueles que estão cuidando passam a ter de lidar com horários de sono e alimentação desregulados, se comparados ao resto da população, visitas, choros e emoções borbulhantes por vezes incontroláveis.

Procurei conceituar e apresentar formas de se preparar e lidar:

EXTEROGESTAÇÃO, COMO AJUDAR NA ADAPTAÇÃO

Desde o momento do nascimento até cerca de 3 ou 4 meses de idade, o bebê está vivendo uma fase importante da vida que chamamos de “Exterogestação”.

Nos primeiros meses de vida, o bebê ainda está sendo gerado, o bebê não entende de imediato que nasceu e vive uma fase chamada "Fusão Emocional".

Quais as principais características e necessidades comuns

É importante entendermos as razões pelas quais comportamentos são esperados, por que eles acontecem, qual a fase de desenvolvimento nosso bebê está vivendo, porque assim conseguimos nos informar sobre o que é comum e esperado.

MAIS importante que saber em qual fase de desenvolvimento nosso bebê se encontra é olharmos para aquilo que NOSSO bebê precisa em cada momento e da forma dele, na intensidade dele.

Como preparar o ambiente e favorecer o desenvolvimento

Quando a gente parte do pressuposto de que tudo o que recordar o bebê da vida intrauterina pode trazer a ele muito
mais segurança e conforto, fica mais fácil entendermos a maior parte das necessidades que ele irá apresentar

Conteúdo Extra:
O SONO DO BEBÊ NOS PRIMEIROS MESES DE VIDA

O sono do bebê não é linear, e principalmente o bebê não nasce sabendo o que é dia ou noite por isso é imprescindível ter antes de tudo um entendimento sobre o desenvolvimento do bebê e ações para auxilia-lo nesta fase da vida.
Imagem
Neste E-book trago para você as fases da exterogestação, como se preparar, quais os comportamentos esperados, principais reações, como conduzir os comportamentos, e um tópico extra falando sobre sono. 

Disponibilização, Garantia (7 dias) direta e automática pela plataforma de pagamentos digitais Eduzz

Formas de PagamentoFormas de PagamentoFormas de PagamentoFormas de PagamentoFormas de PagamentoFormas de PagamentoFormas de Pagamento Formas de Pagamento

Autora:

Carol Janiro
Eu AMO dividir com as famílias conteúdos que facilitem a convivência com as crianças e que construam um vínculo forte e real com elas.

Acredito que é através desse vínculo que vamos ajudar a desenvolver seres humanos fortes e saudáveis emocionalmente, confiantes em si mesmos e prontos para transformar o mundo através do amor.

Eu te mostro como é possível conviver em paz em família e ajudar nossas crianças a serem genuinamente felizes.
Psicóloga, esposa, mãe. Estudo e falo sobre vida em família, Educação Positiva, Psicologia, Saúde, Maternidade, Relacionamento, Dia a Dia e outras coisas bacanas...

Defendo a maternidade leve e a educação através do brincar!

Um pouco sobre meu dia a dia através do olhar e experiências de vocês...

  • "Seu conteúdo está sendo maravilhoso, primeiro que você sempre nos da um norte pra onde seguir, está sempre buscando novidades, e seus conteúdos são tão atualizados!!acho incrível a maneira que você conduz. Vou te dar um exemplo: quando alguém reclama da sogra, ou do pediatra, ou do próprio bebê. Você poderia muito bem falar pra pessoa bater de frente e tals, mas não vc conduz a uma conversa , vc faz a gente se olhar por dentro ! Eu mudei, e mudo a cada dia! Graças a vc e aos seus conteúdos! Estou sempre te indicando pra todos que conheço! Obg por tanto Ah, e amoo o baby Lucas .ele parece um anjinho! Beijos"
  • "Aqui praticamos tudo que aprendemos com você, eu e meu marido, e o fato de saber que nosso bebê vê tudo como uma brincadeira, que ele precisa se movimentar a todo momento, que tudo está ligado a seu desenvolvimento, tem feito o nosso maternar e paternar muito mais leve, o seu conteúdo nos auxilia muito em tudo! Muito obrigada."
  • "Eu não sou mãe, mas sou professora de ballet de crianças muito pequenas, e teu conteúdo sempre me auxilia em olhar para elas da forma mais humana possível! Trato elas como gostaria que meus filhos fossem tratados e através das suas dicas tento auxiliar também na educação e no apoio a família!"
  • "Estava passando por um momento difícil na amamentação, meu seio feriu e meu puerpério foi intenso. A pediatra da minha filha disse que eu deveria dar chupeta pra ela não fazer meu peito de chupeta. Com três meses, consegui dar e dois meses depois eu não aguentava mais dar a chupeta de madrugada e ver minha bebê chorar de hora em hora. Dois meses depois, voltei a pediatra e minha filha havia diminuído o ganho de peso. Sabia que ela estava se desenvolvendo bem, mas isso me incomodou, pq foi muito significativo. Em nenhum momento a pediatra disse que dar a chupeta de madrugada quando minha bebê chorava poderia estar prejudicando, já que dela poderia estar com fome. Isso ela tinha entre 3 e 4 meses. Decidi tirar a chupeta e quando voltei na pediatra, ela havia voltado pra curva dela e estava mais calma. Mencionei com a pediatra minha postura e ela disse que eu deveria tirar a mamada da madrugada e que a comida estava fazendo com que ela engordasse. Eu não concordei e sai chorando de lá, pois já havia lido sobre confusão de bicos, sucção não nutritiva e da importância de acolher o bebê de madrugada. Conversei com a Carol e ela me acolheu e deu respaldo pros meus instintos. Desde então, eu gosto de compartilhar as conquistas, tirar dúvidas e compartilhar o conteúdo pra que outras mamães consigam. Enxergar os bebês como seres humanos e mini cientistas que são."